FANDOM


Gloryus

Gloryus Mark

640px-Flag of English Language.svg

English


HistóricoEdit

Por muitos anos, Gloryus sempre teve a impressão de união e companheirismo entre os pais e os dois irmãos mais velhos. Isso foi até ele, aos 14 anos, descobrir que aquilo tudo não passava de uma grande "fachada"... Os dois irmãos, que diziam ajudar os pais, ao invés disso, eram dois malandros que preferiam roubar os clientes da família. Como era um comércio itinerante, sempre tinham novas vítimas, e as antigas dificilmente eram vistas novamente... Seu pai, que se mostrava um habilidoso comerciante e pai atencioso, tinha a mesma habilidade e atenção para outras mulher, esposas comprometidas... A mãe, que também frequentemente recebia "presentes" de alguns clientes, fingia não saber de nada para manter as aparências e continuar a recer as luxúrias proporcionadas pelo marido... Gloryus, ao perceber toda a falsidade da família, completamente diferente dos princípios e sermões que os próprio pais e irmãos sempre faziam questão de alertá-lo, extremamente descepcionado, sentiu-se traído e fugiu... Fugio para o único lugar que conhecia e acreditava ser um centro de honestidade e boas intenções, onde realmente pudesse encontrar os princípios e práticas de uma filosofia que acreditava internamente e ainda fazia sentido, mesmo divergindo do comportamento de seus familiares.

Assim, o jovem humano procurou abrigo e emprego numa instituição aberta e aparentemente bem intencionada, o Templo. O seminário em Margrav recebeu Gloryus de braços abertos, sendo a primeira vez que ele adotou esse nome e os sacerdotes não tinham razão para questionar seu passado. Apesar de sua família e vida anterior, Gloryus nunca revelou sua real origem para ninguém, dizendo-se orfão. No seminário, o jovem finalmente encontrou abrigo e um futuro que, aparentemente, seguia os princípios e filosofia que ele recebeu de sua antiga família.

Depois de alguns anos no seminário, Gloryus cresceu e ganhou reconhecimento, ajudado pela sua facilidade de comunicação e poder de persuasão herdados de seu pai. Ele aprendeu os rituais, os modos, a etiqueta, a magia e as orações do Culto do Dia. Como missionário, Gloryus também aprendeu algumas linguagens e práticas de combate, ganhando o título de Clérigo. Uma vez graduado como clérigo, ele foi enviado para Analia, no sudoeste de Kaoteria, onde atuou para igreja como Comerciante, devido à sua habilidade de lidar com pessoas. A terra ainda trazia a marca do Culto da Noite, havendo muitas manifestações contra o Templo. Gloryus, mais de uma vez, liderou grupos de contenção à rebelião, procurando usar a palavra antes do aço nas disputas.

Durante vários anos Gloryus acreditou ter encontrado a sua casa e seu caminho, até o dia em que encontrou no Templo a mesma atitude repulsiva presente em sua antiga família.O seminário em Falvok, onde o clérigo foi levado, foi acusado de heresia pelo bispo de Holdrott. No entanto Gloryus sabia que era impossível os antigos monges serem hereges. O bispo fez essa acusação com o intuito vil de incriminar o seminário. Em defesa de seus antigos tutores, o clérigo enviou para o Bispo e Purgadores do Conselho Superior uma carta para reconsideração das acusações, porém sem sucesso... Nos primeiros dias do inverno, uma Purga foi convocada a se abater sobre Falkov, fazendo com que o seminário, assim como uma vila adjacente, fossem consumidos por fogo divino. Foi um choque para Gloryus que sentiu sua fé seriamente abalada.

Rapidamente o desapontamento se transformou em fúria. Gloryus pediu uma licença temporária para repensar completamente sua vida. Não foi um pedido incomum e o sumo-sacerdote de Analia concedeu. Na semana seguinte de sua licença, inesperadamente, Gloryus foi procurado por uma mulher que disse o conhecer, mencionando detalhes sobre o passado do clérigo e as palavras de sua carta ao Conselho Superior, uma indicação de sua ligação a uma seita herege. Ela disse-lhe, no entanto, que acreditava em sua retidão e ele poderia ser um dos poucos, escolhidos. Se apresentando como Joranna, a mulher o convidou para ser um membro aspirante do Ministério da Justiça, uma organização secreta que luta contra os focos de crimes e corrupção em toda a Lands of Blessed. Ela iria iniciá-lo sobre os fundamentos do Ministério, suas filosofias e práticas. Prudente e pensativo, Gloryus pediu algum tempo para tomar uma decisão e Joranna concedeu. Durante esse tempo, contudo, ele percebeu que estava sendo observado. Depois de dois dias, no entanto, não havia mais o que considerar e o clérigo concordou em ingressar no Ministério, aceitando o convite.

Quando Gloryus retornou de sua licença, recebeu um aviso de que ele seria transferido para uma nova fronteira da Teocracia, a Província de Maldav, para o templo em Anspara especificamente. Ele sentiu a influência do Ministério nessa decisão e rapidamente arrumou suas coisas. Um ano depois, Gloryus ainda pretende descobrir as raízes mais profundas da corrupção que levou à queima de Falkov, mantendo-se vigilante para qualquer sinal de pecado ao seu redor, especialmente o clero. É dessa forma que ele vai, de fato, fazer seu trabalho para Helios Supremus e todos os deuses superiores.

SegredosEdit

Passado SecretoEdit

Gloryus se envergonha do passado de sua família, por isso mudou seu nome, mentindo sobre sua origem. O verdadeiro nome de Gloryus Mark é Sedrik Demark. A forte semelhança de seu sobrenome foi adotada como uma forma de demonstrar como é difícil mudar sua origem.

Sedric nasceu na Província de Boranell. Desde sua infância viajou constantemente, considerando todas as cidades do sul de Suluum e Kaoteria ocidental como sua terra natal. Ele só voltou a Boranell duas vezes, primeiro aos 4 anos e em seguida aos 13, um ano antes de abandonar sua família.


Aliados SecretosEdit

Gloryus também se juntou ao Ministério da Justiça, poucos dias antes de sair para Anspara. Ele foi convidado pela paladina Joranna e conhece apenas ela e o membro apontado como seu contato na organização, um indivíduo misterioso que se comunica com ele através de cartas codificadas e é conhecido como Olho Solitário.

Joranna parece admirar Gloryus pela sua retidão, dedicação e vontade de renunciar aos maus caminhos dos Demarks. Ela frequentemente o chama pelo seu nome real, Sedric, como um sinal de que ela reconhece o que ele superou. Parece haver uma atração entre o clérigo e a paladina, mas até o momento ninguém se manifestou diretamente.

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.